As melhores desculpas para não estudar!

“Nãooo!” é a tua reacção quando percebes que aquele barulho irritante que o teu cérebro mal consegue processar, não era só um sonho…é real! É, nada mais nada menos, do que o teu arqui-inimigo da manhã, o despertador!

 

É então que percebes toda a gravidade da situação: “o despertador tocou, tenho de me levantar, as aulas recomeçaram…as férias já eram!!!” Pânico maior, quando pensas: “…estou na recta final do último semestre, tenho mesmo de passar a tudo, cumprir prazos, entregar relatórios…”!

 

Levantas-te da cama, como um autêntico zombie, um olho diz que sim, o outro diz que não…mas, o teu corpo assume o modo automático e, por um milagre, chegas à Faculdade!

 

Entras na sala e o primeiro sentimento é: “Não aguento mais isto, ainda nem 10 minutos passaram e já não consigo ouvir este gajo (prof.)!”. Começas a contorcer-te na cadeira e desligas para o que se está a passar na aula!

 

Levantas, obviamente, os olhos quando ouves as palavras: “Exames”, “frequência” e “avaliação”.

 

Se és caloiro, ainda não sentes a verdadeira pressão e segues-te, piamente, pela máxima: “Caloiro, que é caloiro passa a todas as cadeiras, sem pegar num único livro!”. Se és finalistas e estás bem à rasquinha para acabar o curso, os teus níveis de stress disparam.

 

E assim se passa o primeiro dia de aulas, a pensares no que já devias ter feito e no ainda tens de fazer!

 

Nos dias seguintes, a ideia de ir para a Faculdade acaba por não ser tão assustadora! Vais para a esplanada, se o sol colaborar contigo, e falas das férias com o resto do pessoal. No fundo, consegues arranjar esquemas para que a preocupação não se apodere de ti!

 

É aí que o fim-de-semana se aproxima e um certo sentimento de culpa cai sobre ti e revês, mentalmente, tudo o que andaste a adiar.

 

Mas…sexta-feira à noite, não se fala de trabalho, é dia de inaugurar o fim-de-semana! Sábado é para ressacar e recuperares para a noite que se avizinha! Domingo, é o derradeiro dia para curar as duas ressacas e te “preparares” para a semana. Está fora de questão pegar em livros!

 

E assim se passa uma semana, na qual conseguiste ocupar o tempo e contribuir pouco ou nada para para os teus deveres académicos.

 

Meus queridos amigos e companheiros, isto não é só uma forma de vida, é uma arte! Aprendam com o vosso Burro, que eu não duro para sempre! Estas são as melhores desculpas que eu arranjo para não estudar toda a semana! E tu, tens melhores? Partilha todos os segredos no Facebook da Rede!