Os 8 erros mais comuns num CV

No processo de seleção, um currículo adequado é super importante para te poderes destacar. Deixamos- te aqui os erros que normalmente os candidatos cometem:


Vê também:

Como fazer um CV simples e estruturado


1- Erros gramaticais


Se enviares o teu CV com erros gramaticais, quer a nível nacional quer a nível internacional, vais dar a impressão que fizeste às três pancadas e fizeste porque tinha que ser feito. Quando finalizares o teu CV experimenta pedir a um amigo, a um familiar ou a um professor para dar uma vista de olhos. Por vezes, os erros estão mesmo à nossa frente e não os vemos.


2- Colocar informação falsa


Recorrendo ao velho ditado “Mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo”. Por razões óbvias, nunca deves ter informação falsa. Por norma, quando as pessoas estão a fazer o seu currículo tendem a exagerar ou até mesmo mentir no que toca, principalmente, às suas competências linguísticas, dizendo que speakam muito in english e depois na entrevista ou até mais tarde são confrontados, dando má impressão e falta de profissionalismo.



3- E-mail pouco profissional


Aproveitando para falar de falta de profissionalismo, o teu email não deve conter palavras que não são de todo de carácter profissional bem como diminutivos ou até mesmo alcunhas.

Se achas que o teu e-mail não é sério o suficiente experimenta criar outro, introduzindo o teu nome e apelido, mais alguns caracteres, tais como, números ou underline.

É de notar que sequências numéricas devem ser evitadas, uma vez que existe a possibilidade do teu endereço de e-mail ser filtrado como spam.



4- CV muito detalhado ou com poucos detalhes


Um currículo bem feito e estruturado não deve ser do tamanho de uma dissertação de mestrado, este deve ser um resumo de ti, mas também não deve ser muito resumido. Idealmente deves ter apenas uma página. Sabias que profissionais com mais de 10 anos de experiência possuem no máximo 3 páginas?



5- Optar pelo Europass


Tenta colocar-te no lugar do recrutador. Se visses vários currículos em cima da tua secretária e apenas 1 com o design diferente, qual seria o primeiro que ias analisar? Provavelmente a tua resposta seria aquele com o design diferente, acertei?

Obviamente, o que irá por contar mais será o conteúdo do teu próprio CV, mas ao apostar no design do teu CV poderá ser bastante benéfico para ti e não ficares no fim da fila. Lembra-te que não és o único que estás a concorrer para aquele cargo!


6- Colocar dados irrelevantes


Tens que ter em mente que, por norma, os recrutadores dão uma vista de olhos pelos CV, desta forma é fulcral que o teu CV seja objetivo, evitando detalhes desnecessários, tais como, a data de nascimento, a morada completa e número do cartão cidadão.



7- Foto desadequada ao contexto


Caso decidas colocar foto no teu CV, deves ter bastante atenção à foto para que não elimine a possibilidade de seres convocado a uma entrevista. Para isso deves ter uma foto atual, com boa qualidade e de preferência que estejas a olhar para a câmara. Também é importante referir que a foto selecionada deve ser de carácter profissional, ou seja, evita aquelas fotos que metes no Instagram com amigos nos copos ou aquela foto de bikini nas Maldivas a beber uma água coco.



8- Nome do ficheiro


Por fim, deves dar um nome ao teu ficheiro. Evita “CV” ou “Currículo” apenas, coloca “Currículo + [o teu primeiro e último nome]. Assim quando o recrutador estiver a ver o teu currículo será mais fácil para guardar ou até mesmo para evitar perdê-lo.